Negócios

Os principais indicadores para aplicar no seu negócio

Indicadores são focados em avaliar o status e o progresso de uma tarefa em comparação com os objetivos estabelecidos.

Os Indicadores de Desempenho de Processo, também conhecidos como PPIs, são essenciais para medir resultados e identificar oportunidades de melhoria em seu negócio, seja ele dentro de um shopping ou uma empresa de imã de ferrite.

Mas você sabe quais são os melhores indicadores para o seu negócio e como você pode monitorá-los? Se tem dúvidas, vem com a gente que explicaremos isso e mais!

O que é um indicador?

Também chamados de Key Performance Indicators (KPIs), os indicadores de processo são ferramentas de gestão utilizadas para avaliar a qualidade dos processos e o desempenho das tarefas.

Junto com este grande aliado, as marcas podem contar com estratégias que medem os objetivos da alta administração e promovem a melhoria contínua, como se fosse um Tubo Flexível nesta métrica. 

Desta forma, os indicadores podem ajudar a entender melhor se e quais processos estão entregando valor aos clientes. Dentre os principais, temos:

Indicador de produtividade

Medir a produtividade é um dos aspectos mais importantes para muitas empresas. Este indicador permite notar quais os recursos disponíveis e qual a qualidade das operações executadas no dia a dia.

Um exemplo desse indicador é medir as solicitações de suporte por mês e por funcionário. Enquanto um funcionário atende 110 chamadas, outro pode atender 250. E colocando ambos em Bacias de contenção, dá para notar os prós e contras de cada um.

Indicador de eficiência

Este indicador também avalia o uso de recursos. A ideia é produzir o máximo com o mínimo. Além disso, mede o desperdício, o acúmulo de perdas, as horas trabalhadas em um projeto e muito mais.

Talvez seja um dos mais importantes na atual circunstância de nosso cenário.

Indicador de eficácia

Embora o nome seja semelhante ao último, a eficácia avalia se os processos estão funcionando adequadamente. Os exemplos incluem a durabilidade de um produto, a porcentagem de reclamações de clientes e o desempenho do mesmo.

Indicador situacional

O indicador de situação combina eficiência e eficácia para medir se uma empresa está empregando adequadamente os processos necessários para cada situação.

Um exemplo é o suporte ao cliente, que está sujeito a indicadores de eficiência, como o tempo de resposta ao cliente, e de eficácia, como na medição da satisfação do cliente. A ‘situação’ vem da conexão entre eficiência e eficácia.

Indicador de qualidade

A ideia é medir o percentual de produção que atende às regras de qualidade previamente definidas.

Por exemplo: uma fábrica produz 200.000 carros por mês. Mas apenas 180.000 estão de acordo com os padrões de qualidade adequados para uso. Portanto, o percentual de qualidade é de 90%.

Indicador de capacidade

Isso mede o quanto uma empresa pode produzir em um determinado período (semana, mês, ano). Por exemplo, uma fazenda pode produzir 20 Kg de queijo por dia.

Agora que sabe mais sobre os indicadores, vale evoluir este processo e até investir em cursos e softwares para que haja qualidade e eficiência.

Esperamos ter ajudado com essa postagem, caso tenha gostado, comente e compartilhe em suas redes sociais.

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais. 

Leave a Reply

Your email address will not be published.