criptomoedas

Conheça algumas famosas criptomoedas

Mais de 410 mil investidores já aportaram capital em fundos cripto em 2021

O mercado de criptomoedas cresceu bastante no Brasil em 2021. Um levantamento da Hashdex, em parceria com o E-investidor do Estadão, aponta um crescimento de 1266% no número de investidores em fundos e ETFs de criptoativos. O número passou de 30 mil no final de 2020 para mais de 410 mil no fim de 2021. 

E as criptomoedas vão muito além do famoso bitcoin. Com o crescimento do mercado cripto, o Brasil se tornou um dos cinco principais mercados de criptomoedas do mundo. 

Se você não conhece ou está começando a conhecer esse mercado, vamos lhe ajudar. Fizemos uma lista com algumas das mais famosas criptomoedas do mercado. Confira abaixo.

Bitcoin

O Bitcoin é a criptomoeda mais conhecida do mercado. Criada em 2008, a moeda digital surgiu como uma opção para descentralizar o mercado e por um fim na interferência dos bancos em operações financeiras. 

Mesmo sem lastro, o Bitcoin se disseminou no mercado e atualmente vale cerca de R$ 110 mil. É por meio do Bitcoin que as criptomoedas estão passando a ser aceitas como meio de pagamento por empresas de todo o mundo. 

Ether

A Ether é a criptomoeda da plataforma Ethereum, um dos principais projetos do mundo cripto. Diferente do bitcoin, criado para ser uma moeda digital, o Ether foi projetado para ser um ativo dentro da rede Ethereum. 

A plataforma Ethereum suporta a criação de projetos na área de criptoativos e, com isso, precisa recompensar os seus usuários. O Ether foi a forma encontrada para que os mineradores do Ethereum fossem recompensados por darem suporte aos projetos desenvolvidos na blockchain do Ethereum. 

Binance Coin

A Binance Coin é uma criptomoeda lançada por uma das maiores exchanges de criptomoedas, a Binance. As exchanges são corretoras do mercado de criptomoedas, responsáveis por facilitar o intermédio das negociações envolvendo moedas digitais. 

Nesse cenário, a Binance Coin surgiu como um token de utilidade para que os usuários pudessem ter descontos em taxas de trading e, posteriormente, se tornou o token nativo da plataforma da Binance.

Dessa maneira, também é possível usar a Binance Coin para fins comerciais, como realizar compras de diversos tipos, sejam de produtos digitais ou físicos, e até mesmo pagar despesas de viagens, entre outros gastos.  

Litecoin

O Litecoin é uma criptomoeda com mais de 10 anos de mercado e possui funcionamento semelhante ao Bitcoin. A diferença é que a mineração de novos Litecoins é muito mais simples, o que reduz o tempo para a confirmação de transações envolvendo a moeda. 

Dessa forma, o Litecoin é uma opção rápida e confiável para que investidores de criptomoedas possam realizar transações diariamente. Isso torna essa criptomoeda bastante acessível para todos os investidores do mercado. 

Pancakeswap

A Pancakeswap foi criada em 2020 pela exchange Binance Smart Chain (BSC) e é uma DEX (Exchange descentralizada) que faz parte do universo DeFi. O seu token CAKE é um dos mais procurados desse mercado.

Dessa maneira, o projeto Pancakeswap é uma corretora descentralizada, que torna a transação dos projetos que rodam na Ethereum na BSC. Como um projeto de bifurcação da rede Ethereum, a Pancakeswap aceita carteiras da plataforma. 

Cardano

O Cardano é uma criptomoeda criada em 2015 pelo co-fundador da plataforma Ethereum, Charles Hoskinson. O objetivo do Cardano é unir as principais funcionalidades das criptomoedas existentes no mercado. 

A intenção do Cardano é ser uma opção eficiente de mercado e apresentar alternativas para problemas enfrentados por investidores do mercado cripto. O Cardano é uma plataforma de contratos inteligentes, que busca ser uma alternativa para as transações envolvendo bancos e outras instituições financeiras. 

Essas são algumas das principais criptomoedas do mercado. O universo cripto está crescendo bastante no Brasil, não só no número de investimentos, mas também no mercado de pagamentos.

Já existem quase 1000 empresas brasileiras que aceitam pagamentos com criptomoedas, segundo a pesquisa da CoinMap. Isso deve facilitar a aceitação das principais criptomoedas no mercado brasileiro nos próximos anos. 

Leave a Reply

Your email address will not be published.