logo

Home Clube Curiosidades
Curiosidades

    Em seus quase 103 anos gloriosos de história, o Esporte Clube Cruzeiro já realizou 87 partidas internacionais, sendo 39 nas duas excursões à Europa e Ásia, dez na América Central (sendo 4 na Costa Rica, 3 em El Salvador e 3 na Guatemala), 14 na Argentina, 10 no Uruguai, 3 no Paraguay, 2 na Colômbia e nove em Porto Alegre. Dos jogos internacionais na Capital Gaúcha, o primeiro foi em 1920, na inauguração do Estádio do Caminho do Meio, contra o Petersfield, um time de um navio norte-americano e os demais foram contra quatro equipes uruguaias, 2 argentinas e 2 paraguaias.Os jogos no RS contra os uruguaios foram em 1931 contra o Olímpia (atual River Plate), em 32 contra o Wanderers (atual vice-campeão uruguaio), em 1950 contra um time B do Peñarol e em 1970 contra o Liverpool. Em 1942 e 1947 o Cruzeiro foi visitado na Montanha por clubes paraguaios (Libertad e Sol de América) , enquanto o Estudiantes de La Plata da Argentina jogou em 29 de fevereiro de 1948 e empatou em 1 a 1 na Montanha e o Godoy Cruz, de Mendoza (atualmente na Série A argentina) levou 4 a 0 do Cruzeiro em 10 de fevereiro de 1963 na Montanha. O Cruzeiro ganhou do Godoy Cruz com gols de Armando, Pontes, Croaré e Picão. O estrelado jogou com Heitor;Glênio, Pontes, Tonico e Jorge Andrade; Pedruca (Jarbas) e Mario Andrade; Ivo Mazzola, Croaré, Armando e Picão (Jorginho). Em 6 de novembro de 1970, na despedida do estádio da Montanha, o Cruzeiro venceu o Liverpool, de Montevidéu, por 3 a 2.

CRUZEIRO TEM 87 JOGOS INTERNACIONAIS E 62 INTERESTADUAIS EM 103 ANOS DE HISTÓRIA 

Ao londo dos seus 103 anos de glórias e muita tradição, a equipe principal de futebol do Cruzeiro entrou em campo em mais de 2500 jogos. Destes, 87 são internacionais e 62 são interestaduais. O futebol do Cruzeiro já enfrentou clubes de 22 países: Argentina, Uruguai, Paraguai, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, El Salvador, Estados Unidos, Espanha, Itália, Alemanha, Israel, Turquia, Dinamarca, França, Suíça, Bulgária, Áustria, Iugoslávia, Bélgica, Suécia e Tchecoslováquia. No futebol brasileiro, o estrelado gaúcho tem 62 jogos interestaduais, sendo 38 contra equipes de Santa Catarina, nove contra paranaenses, oito contra cariocas e sete contra paulistas, tendo jogado em cidades como Santos, Curitiba, Florianópolis, Cianorte-PR, Cambará-PR, Cornélio Procópio-PR, Criciúma-SCJoinville-SC, Itajaí-SC, Blumenau-SC, Brusque-SC, Lages-SCIbirama-SCRio do Sul-SC, Curitibanos-SC, São Joaquim-SC e Videira-SC. Dos 62 jogos interestaduais, 20 foram realizados no Rio Grande do Sul e 42 fora do RS, sendo 33 em Santa Catarina, oito no Paraná e um em Santos-SP. Dos 87 jogos internacionais, 78 foram disputados em 21 países e nove no Rio Grande do Sul. 

Na lista dos 62 jogos interestaduais não estão computadas partidas de equipes de base fora do Estado, como a disputa da Taça São Paulo em 1973 e a Copa Rio em 2002.  

BASQUETE 

O Esporte Clube Cruzeiro é a agremiação mais vitoriosa da história do Campeonato Gaúcho de Basquete adulto masculino, com 12 títulos, junto com o Corinthians de Santa Cruz. O primeiro título cruzeirista foi conquistado em 1946. Entre 1948 e 1953 o Cruzeiro conquistou o Hexacampeonato Estadual, com um time que tinha Wilson Melletti, Ivo Rigobello, Leonardo Viafore, Eduardo "Dadá" Pegorado e Nede "Bocão" Salvador. Em 1956 o Cruzeiro reconquistou o Estado e depois ficou 12 anos sem o título gaúcho. O basquete estrelado foi campeão gaúcho também em 1968 e 1970 e Bicampeão em 1972 e 1973. Em 1968, o Cruzeiro foi Campeão Estadual com um time que começou sendo treinado por Cleomar Pereira Lima e que depois teve José Torrano como técnico. O time campeão de 68 contava com jogadores como o atleta olímpico Celso Scarpini, Alvaro Antunes, Valencinha, Rampinini e Gerson Schuck.
Além dos 12 títulos estaduais, o clube ganhou inúmeros campeonatos da cidade, como o Bicampeonato de 1969. Além das fronteiras do RS, o Cruzeiro foi o primeiro clube gaúcho a participar da Taça Brasil de Basquete, o campeonato nacional de clubes, em 1969, quando ficou na quarta colocação. O Cruzeiro voltou a disputar o Nacional em outras três oportunidades (1970, 1972 e 1973), com um time que tinha, entre outros, Valencinha, Rampinini, Gerson Schuck, Eduardo Lawson, Paulo Fett, Paulo Michellucci...
Com a crise do clube estrelado da Capital Gaúcha, os departamentos de futsal e basquete foram desativados no final da década de 70. O futsal ainda retornou às disputas nos anos 80, mas o basquete ficou 30 anos longe das competições, retornando em 2008, quando ficou em terceiro lugar no Campeonato Gaúcho adulto masculinho, com uma equipe treinada por Antônio Krebs Junior, o Pitu. Ainda em 2008, o Cruzeiro disputou o Campeonato Sul-Brasileiro adulto masculino da modalidade.  

Time de 1971: Arceu, Miguel, Renato Cogo, Wilson, Pitico e Ortunho.

Agachados: Arlém, Garcia, Arnaldo, Pio e Laoni Luz.

O técnico era Sérgio Helmuth Closs, o Cará.

Este time terminou em quarto lugar no Campeonato Gaúcho de 1971

e venceu o Grêmio por 1 a 0 no dia 4 de julho em pleno estádio Olímpico,

com um gol marcado por Garcia.

 Acima, o time do Cruzeiro em 1967. Uma formação importante da história estrelada.

O goleiro Silveira havia jogado no Internacional;

o lateral Eraldo jogou no América-RJ;

Pio atuou de 1966 a 1972 no Cruzeiro e depois brilhou no Londrina-PR;

Alfredo Mostarda foi Bicampeão Brasileiro pelo Palmeiras

e disputou a Copa do Mundo de 1974 pela Seleção Brasileira;

Laerte é irmão do Laerte que jogou na excursão à Europa e é tio de Jair e Marcelo Prates;

Cacildo também jogou no Internacional;

Heraldo Bezerra foi vendido em 1968 para o Newel's Old Boys da Argentina

e depois brilhou no Atletico de Madrid sendo campeão Espanhol

e Campeão Mundial Interclubes em 1974 além de ter jogado na Seleção da Espanha;

Birinha se destacou no Brasil de Pelotas;

Jarbas Tonel também jogou com sucesso no América-RJ, Náutico e Sport Recife. 

Escudo do Cruzeiro em 1917.

 

O Cruzeiro foi o primeiro clube gaúcho, além da dupla Gre-Nal, a disputar a Copa São Paulo de Juniores, em 1974. Na foto acima, o time antes do jogo contra o Santos, no estádio do Pacaembu: Djalma, Nelinho, Luiz Carlos, Aimoré, Canhoto e Trouxinha; ????, Paulo Choco, Lettieri, Astronauta e Paulinho. 

Cruzeiro em 2009: Mauricio, Ricardo Martini; Jerônimo, Douglas Arruda, Felipe, Rudi, Rodrigo Carvalho e Jaílton Eduardo Assis;

Agachados Tiago Fernandes, Éverton Faísca, Diego Torres, Max e Fágner. 

 

Cruzeiro na Segundona de 2007, em jogo em Sapucaia do Sul, no Artur Mesquita Dias, contra o Sapucaiense.

Na foto: Fernando, Kaiser, Alexandre Bilica, Lucas Vivian e Celso Vieira;

Luciano Corrêa, Ivo Teixeira, Marcio, Oliveira, Gilmar e Jonathan.

O Estádio Estrelão em 1977, logo após a sua inauguração em 3 de abril daquele ano.

 

Ex-jogadores no dia dos 89 anos do clube (14.07.2002): Letieri, Carazinho, Tonico, Tesourinha II, Levir e Serginho. Na frente: Guerra, Silvio e Julio Cesar 

 Duas formações cruzeirista em 1968

Acima: ????, Osmarino, Eraldo, Bido Wortmann, Claudio Danni e Heitor; Julio César, Cacildo, Heraldo Bezerra, Pio e Elário.   

Abaixo: Arceu, Eraldo, Bido Wortmann, Claudio Danni, Airton Ferreira da Silva e Heitor; Juio Cesar, Marino, Cacildo, Pio e Vieira. 

 

A Festa da despedida do estádio Estrelão, em 16/12/2012, reuniu ex-atletas de várias épocas.

Em pé: Vevé, Cacildo, Mario Andrade, filho do Larri Pinto de Faria de branco, Pingo, Sandro, Picasso, ???, Silvio, ???, Homero Cavalheiro, Guerra, Carazinho, ???, Arceu, Jorge Andrade e Claudio Danni. 

Agachados: Manú, Anderson Lima, Sergio Rios, Júlio César, Tesourinha II, Larri Pinto de Faria, Laoni Luz, Laerte, Tonico, Miguel, Bido Wortmann, Arlén e Larri.

 

Campeão da Copa Governador de 1970 

Fora do RS, o Cruzeiro já jogou em Florianópolis, Criciúma, Joinville, Blumenau, Brusque, Itajaí, Lages, Ibirama, Curitibanos, São Joaquim, Cornélio Procópio-PR, Cambará-PR, Curitiba, Santos, São Paulo e países como Uruguay, Argentina, Paraguay, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, El Salvador, França, Espanha, Israel, Alemanha, Itália, Holanda, Dinamarca, Bélgica, Romênia, Áustria, Turquia, Bulgária, Suíça, antiga Iugoslávia, antiga Tchecoslováquia e Suécia. É grande esse Cruzeiroooooooooooooo. São 87 jogos internacionais e 62 jogos interestaduais.  

A foto do histórico jogo do Cruzeiro contra a Seleção Uruguaia em Montevidéu, em 1952, no Estádio Centenário.

Em pé: Foguinho (técnico) - Laerte III - Machado - Deoli - Jarico - Nardo e Abraão Lhermann.

Agachados: Casquinha - Hoffmeister - Ferraz - Huguinho - Rui e Xisto. 

Cruzeiro de 1969: Valdir de Morais, Ortunho, Bido, Claudio Danni, Zico e Eraldo; Arlén, Antunes, Didi, Pio e Vieira.

Cruzeiro no Brasileirão de 2011 

Cruzeiro no Gauchão de 2012 

 

Time de de 1969, em pé: Jarbas, Zico, Cláudio Danni, Heraldo, Silveira e Renato. Agachados: Arlem, Joãozinho, Didi, Pio e Vieira.

 

 Time de 1964: Valmei, Dirceu, Beto, João Pontes, Jorge Andrade e Volmar. Agachados: Canavieira, Pitinin, Kriger, Newton e Gitinha.

Acima, as sociais da Montanha lotada na década de 40, inauguração da Montanha em março de 1941 com Cruzeiro 1 x 0 São Paulo e entrada das sociais do antigo estádio da Montanha.

O Cruzeiro inaugurou o estádio da Montanha (fotos) em 1941, com uma vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, gol de Gervásio, em 6 de março daquele ano. 

O Cruzeiro foi o primeiro clube gaúcho a criar as categorias inferiores: juvenil e infanto-juvenil, os filhotes.

Foi o Cruzeiro que sugeriu à Liga de Futebol de Porto-alegrense que fosse organizado um campeonato só para meninos, lançando a idéia de que fosse fundada a Liga Infantil de Futebol.

Foi o Cruzeiro que em 1917 propôs que fosse regulamentada a entrada de estrangeiros nos clube gaúchos, a exemplo do que já ocorria em São Paulo e Buenos Aires.

Na temporada de 1945 o Cruzeiro tornou-se o primeiro clube gaúcho a contratar um técnico estrangeiro, o húngaro Emerich Hirchl, que trouxe consigo a famosa dupla Flamini e Lombardini.

Excursionando em 1953 o Cruzeiro foi o primeiro clube gaúcho a viajar à Europa, Ásia e Oriente Médio, tornando-se o primeiro clube fora do eixo Rio-São Paulio a viajar tão longe.

O Cruzeiro foi o primeiro clube brasileiro a jogar no Estado de Israel, em dezembro de 1953.

 Em 1955 o Cruzeiro foi Campeão Gaúcho Juvenil, com um time onde despontavam o goleiro Marraspodi, os laterais Torres e Cacique e o atacante Tesourão. 

Em 1960 o Cruzeiro retornou à Europa para uma nova excursão.

O Cruzeiro foi o primeiro clube gaúcho a conquistar um título Intercontinental. Em 1960, em Berlim, na Alemanha, o Cruzeiro foi campeão do Torneio da Pascoa, considerado um dos mais importantes da época. 

Em excursão realizada em 1961 à Argentina o Cruzeiro conquistou o seu segundo título internacional, sagrando-se campeão do 1º Torneio de Páscoa de Mar del Plata.

Entre dezembro de 1961 e janeiro de 1962 o Cruzeiro realizou excursão com dez jogos na América Central e dois na Colômbia.  

O Cruzeiro foi o grande campeão do Bronze Farroupilha de Atletismo, promovido para assinalar o Centenário da Revolução Farroupilha.

O estádio da Colina Melancólica, também chamado de estádio da Montanha, foi o primeiro do Rio Grande do Sul a ter túnel de acesso para os jogadores sairem do vestiário para o gramado.

O Cruzeiro foi o campeão da primeira edição da Taça Governador do Estado, em 1970. O título veio com uma vitória sobre o Novo Hamburgo, em jogo disputado no estádio Beira-Rio.

O Cruzeiro foi o primeiro clube gaúcho a vender o Internacional em jogo oficial no estádio Beira-Rio, com a vitória por 1 a 0, gol de Beto, em 01 de maio de 1970 pelo Campeonato Gaúcho.

No verão de 1984 o Cruzeiro realizou uma rápida excursão ao Uruguai, realizando dois jogos na cidade de Maldonado. 

O Cruzeiro, em 1999, realizou excursão de três jogos ao Paraguai, enfrentando o Olímpia, que pouco tempo depois seria Campeão da Libertadores da América.

O Cruzeiro, em 2013, foi o primeiro clube gaúcho a vencer o Grêmio em sua nova Arena.

O Esporte Clube Cruzeiro, o glorioso Estrelado, o Alvi-Azul, o Leão da Montanha, irá completar 102 anos de glórias no próximo dia 14 de julho. Fundado em 14 de julho de 1913, é um dos mais tradicionais clubes do futebol gaúcho. O Cruzeiro foi o primeiro time gaúcho a jogar na Europa, na Ásia e o primeiro tim e brasileiro a jogar em Israel. O Cruzeiro conquistou o primeiro título intercontinental do futebol gaúcho, o Torneio da Páscoa, em Berlim, na Alemanha, em 1960. É também o único clube gaúcho campeão estadual de futebol, basquete, futsal, atletismo e vôlei. Foii campeão gaúcho de futebol em 1929, de basquete 12 vezes, de futsal em 58 e 59 ainda tem títulos estaduais no vôlei e no atletismo.

     O clube poderia ter tido o nome de 14 de julho, devido a sua fundação, mas um dos fundadores pediu para que o clube se chamasse Cruzeiro. O primeiro estádio do clube foi a Vila Cruzeiro, que estava localizada na Estrada do Mato Grosso (atual Avenida Bento Gonçalves, no bairro Partenon). No ano de 1918 conquista seu primeiro campeonato, o torneio citadino de Porto Alegre, repetindo o feito em 1921 e em 1929.
Em 1920 o Cruzeiro mudou-se para o Caminho do Meio, estádio onde ficou durante 18 anos.

     Em 1929 ocorreu sua maior conquista: o Campeonato Gaúcho em sua primeira participação, ao bater o Guarany de Bagé na finalíssima, ratificando seu status de um clube grande do futebol gaúcho e também do Sul. Em 1941 inaugurou o Estádio da Montanha, com capacidade para 20000 torcedores, sendo o símbolo do clube e um dos mais importantes estádios do estado. O estádio tinha a alcunha de Colina Melancólica.

     Em 1945 contratou o técnico húngaro Emeric Hirchl, que trouxe consigo a famosa dupla de atacantes italianos Flamini e Lombardini, que já haviam atuado pela seleção nacional e haviam atuado na Argentina e na Lazio, da Itália. O Cruzeiro teve na sua história altos e baixos. Nos primeiros 50 anos de sua existência, foi um clube que incomodava os grandes times, chegando a ser reconhecido como a terceira força do RS. 

Cruzeiro em 1945 contra o Atlético Paranaense no estádio Joaquim Américo, em Curitiba. Flamini é o quarto jogador agachado da esquerda para a direita e Lombardini é o bem a direita agachado. O goleiro Marne Demenegui, em pé, é o terceiro da direita para a esquerda.

Entre 1953 e 1954 excursionou na Europa e na Ásia, sendo pioneiro em excursões no Rio Grande do Sul. Conseguiu resultados expressivos, como empatar em 0 x 0 com o Real Madrid de Di Stéfano. Jogou também contra a Lazio, Galatasaray, Besiktas, Fenerbahçe, além da Seleção Israelense (primeiro time do Brasil a jogar em Israel) e da Turquia.Tiveram resultados positivos. Jogaram 15 partidas, venceram sete, empataram quatro e perderam outros quatro, marcando 28 e sofrendo 20 gols. Voltando com um aproveitamento de 55,55%.

Time do Cruzeiro em 1952

A excursão foi tão capacitada que o clube voltou no ano de 1960 à terra dos desbravadores. Nesta viagem, jogaram contra times como Sevilla, Bayern Hof, Dínamo de Zagreb e outros, além de seleções como Tchecoslováquia, Seleção Olímpica da Dinamarca e Bulgária. E voltaram com um aproveitamento parecido, 54,16%, jogando 24 partidas, com 11 vitórias, seis empates e sete derrotas, marcando 39 gols e sofrendo 35. Com essa campanha, conseguiu um título, o Torneio de Páscoa de Berlim, um campeonato importante para a época, o primeiro título intercontinental de futebol de um clube gaúcho. Para exemplificar como a segunda excursão foi satisfatória, os dirigentes do Randers, um dos adversários na excursão, enviaram uma carta ao Cruzeiro onde eles afirmavam que nunca iam esquecer do time que tinham o derrotado.

O Leão da Montanha tinha como treinador Osvaldo Rolla, o Foguinho, antigo ídolo do Grêmio.

A história do Cruzeiro começou a ganhar um novo destino no fim dos anos 60, quando o então presidente cruzeirista Rafael Peres Borges vendeu o Estádio da Montanha, no bairro Medianeira, para a construção de um cemitério. O último jogo do Cruzeiro na Montanha foi no dia 8 de novembro de 1970, quando o Estrelado venceu o Liverpool-URU por 3 x 2. Vários torcedores deixaram o estádio chorando.

No mesmo ano o time conquistou a Copa Governador do Estado.

Na década de 70 o clube construiu o estádio Estrelão, na avenida Protásio Alves 8301, mais precisamente em 1977. No ano de 1979 o Cruzeiro foi desativado, voltando ao futebol somente no ano de 1991, quando disputou a Segunda Divisão.

Time cruzeirista de 1970. De pé: Henrique,Miguel, Ortunho, Bido, Claudio Dhane e Arceu; Abaixo estão Arlém, Arnaldo, Joãozinho, Pio e Laoni Luz. 

A fase estava tão ruim que no fim dos anos 90 o clube chegou a disputar a Terceira Divisão do estado, situação que se manteve até 2003, quando houve a última edição da competição e o clube voltou a disputar a Segundona.

Em 2008 o Cruzeiro foi Vice-Campeão Estadual de Juniores, mantendo a tradição de revelar grandes jogadores para o futebol gaúcho e brasileiro, como Batista, Chico Spina, Serginho, Marcelo Rosa, Djair, Diguinho, Rogério e Rafael Sobis, entre outros. 

Cruzeiro, Vice-Campeão Estadual de Juniores em 2008

O Cruzeiro desde a sua origem revelou grandes craques e muitos atletas que passaram pelo Cruzeiro ao longo deste 96 anos chegaram à Seleção Brasileira, como Aníbal Candiota, Moderato Wisintainer (primeiro gaúcho a jogar uma Copa do Mundo em 1930), Juvenal Amarijo, Luizinho, Irno, Claudio Danni, Alfredo Mostarda, Picasso, Valdir de Morais, Airton Ferreira da Silva, Ortunho, Batista e tantos outros grandes jogadores que já vestiram a camisa Estrelada como Espir Rivaldo, Marne Demeneghi, Mario Andrade, Jorge Andrade, Hermes, Henrique, Arlem, Pio, Vieira, Cacildo, Marino, Arceu, Miguel, Bido, Pio, Canavieira, Bezerra, Antunes (irmão do Zico), Jarbas, Daizon e João Pontes, Laoni Luz, Julio César, Heraldo, Paraguaio, Serginho, Nicola, Chico Spina, Lettieri, Itamar, Doraci, Claudio Leite, Marcelo Rosa, Djair, Vergara, Paulo Santos, Pinga, Manú, Jair Gomes, Elton Correia, Zé Luís, Michel Bastos, Diguinho, Rafael Sobis...e muitos outros. 
 
Em 23 de julho de 2015, o Cruzeiro retornou ao Uruguai e enfrentou o poderoso Peñarol, em Rivera. O Peñarol venceu por 3 a 1 e em dezembro do mesmo ano sagrou-se campeão uruguaio mais uma vez.
 
O Cruzeiro já realizou 62 jogos interestaduais, sendo 38 contra catarinenses, nove contra paranaenses. oito contra cariocas e sete contra paulistas. 
 

Mascote

Leão


Estádios

Colina Melancólica

Nome: Estádio da Montanha
Local: Porto Alegre/RS
Capacidade: 20000 pessoas
Inauguração: 16/03/1941 - Cruzeiro-POA 1 x 0 São Paulo
Primeiro Gol: Gervásio, do Cruzeiro
Recorde de Público - 20000 pessoas no jogo de inauguração
Desativação: 1970
Propriedade: Esporte Clube Cruzeiro


Estrelão

Nome: Estádio Estrelão
Local: Porto Alegre/RS
Capacidade: 5000 pessoas
Inauguração: 3/04/1977, no jogo Cruzeiro 0 x 0 Pelotas
Propriedade: Esporte Clube Cruzeiro
Obs: O estádio tem o nome Estrelão em uma referência ao apelido do clube (Estrelado) que se origina do fato de Cruzeiro ser uma alusão à constelação do Cruzeiro do Sul.


Hino

Letra e Música: Túlio Piva

Salve o glorioso Cruzeiro
Unido no ardor e na fé
Cinquenta anos se passaram
E o Cruzeiro continua de pé (refrão)

De pé
De bandeira na mão
Disciplina, unidade
Eis o seu galardão

Salve pavilhão estrelado
Pendurando ao vento
O seu glorioso passado

Cruzeiro Campeão da Copa Governador 1970.

Cruzeiro 3 x 2 Brasil de Farroupilha, Dia 16.06.2010, Acesso Garantido à Série A do Gauchão

Cruzeiro 1977

Cruzeiro 1978

 

Cruzeiro 1991

Inauguração do Estrelão em 03.04.1911 - Cruzeiro 0 x 0 Pelotas

A pioneira viagem de navio para a Europa em 1953

Time juvenil em 2000, com Rafael Sobis e Diguinho. 

Campeão Gaúcho da Série B 2010 

Jogo do acesso à Série A, em 16.06.2010 - Cruzeiro 3 x 2 Brasil de Farroupilha. 

Cruzeiro em 1992 

Capa da Folha da Tarde de 10/01/1962 com a caricatura dos titulares do Cruzeiro durante a excursão para a América Central e a Colômbia.

        Recepção ao Cruzeiro na Embaixada Brasileira em Israel em dezembro de 1953.

        O Cruzeiro foi o primeiro time do futebol brasileiro a jogar em Israel.

 

Próxima Partida

Qua, 23 Ago 2017 15:00 
Copa Paulo Sant'Ana
São José
São José
: Cruzeiro
Cruzeiro
(Estádio Passo D'areia)
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Esporte Clube Cruzeiro:
Estádio na Avenida Ary Rosa Santos, Bairro Granja Esperança, Cachoeirinha/RS
Secretária/Administrativo:
Av.Berlim 832 Sl.02 - São Geraldo - POA/RS
Fone: (51) 3026.3996